Dermocosméticos e cosméticos, apesar dos nomes parecidos têm funcionalidades e vantagens diferentes entre si.

Basicamente, os dermocosméticos são os produtos que agem mais profundamente na pele que os cosméticos comuns, mas tem efeito menor que um medicamento.

Se você quer entender melhor essa diferença entre dermocosméticos e cosméticos, continue lendo, vamos te contar tudo!

 

O que são dermocosméticos?

A principal diferença entre os dermocosméticos e cosméticos são as funcionalidades de cada um.

Os dermocosméticos são produtos com ativos farmacológicos na composição que agem na beleza e também na saúde da pele.

Esses produtos conseguem penetrar em camadas mais profundas da pele e, por conta de seus ativos, podem ser usados em diversos tratamentos.

Alguns exemplos de uso dos dermocosméticos: redução de manchas e cicatrizes, rejuvenescimento e outros.

Por agirem diretamente na causa do problema, esses produtos são considerados grau 2 na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Isso significa que eles precisam passar por testes e pesquisas que comprovem sua eficácia.

Dentre os exemplos de dermocosméticos estão produtos contra acne, oleosidade, celulite, rugas ou manchas.

 

O que são cosméticos?

Enquanto os dermocosméticos agem na causa do problema, os cosméticos são soluções imediatas e momentâneas. Entenda melhor abaixo.

Os cosméticos também são usados para promover saúde e beleza, eles servem para limpar, hidratar ou perfumar.

Porém, esses produtos agem apenas nas primeiras camadas da pele, oferecendo soluções imediatas, mas sem tratar o que estiver causando o problema.

Um exemplo de uso dos cosméticos: maquiagem para esconder olheiras. Ao retirar a maquiagem, as olheiras continuarão lá.

Alguns outros exemplos de cosméticos são os xampus, sabonetes, desodorantes e perfumes.

 

Como escolher entre dermocosméticos e cosméticos?

A verdade é que dermocosméticos e cosméticos podem complementar a ação um do outro e que, talvez, você não tenha que escolher entre um e outro.

Se você precisa de um efeito imediato para um evento especial, o cosmético pode ser uma boa opção, mesmo sabendo que ele não vai tratar o problema.

Antes de comprar um dermocosmético é melhor consultar um dermatologista para encontrar o produto certo para o seu problema e para a sua pele.

 

Quais são as dúvidas mais frequentes sobre dermocosméticos e cosméticos?

Surgem muitas dúvidas quando o assunto é dermocosméticos e cosméticos, por isso separamos as principais delas para responder no texto de hoje.

É necessário ter receita médica para comprar dermocosméticos?

Não. Dermocosméticos e cosméticos são vendidos livremente em drogarias, perfumarias e lojas especializadas.

A diferença é apenas o registro na Anvisa.

Como dissemos acima, os dermocosméticos são registrados como grau 2 e precisam provar sua eficácia e segurança, enquanto os cosméticos não precisam desse registro.

Caso você precise de um dermocosmético mais forte, pode precisar de receita médica, mas qualquer que seja o caso, o melhor é sempre consultar o dermatologista.

Corro risco de ter alergia com dermocosméticos e cosméticos?

Dermocosméticos costumam ser hipoalergênicos e são produzidos depois de muitos anos de pesquisa e estudo.

Os cosméticos também costumam passar por testes de segurança e de eficácia, mas se você tem alguma alergia olhe bem a composição e fale com um dermatologista antes de escolher.

 

Se você gostou das nossas dicas de dermocosméticos e cosméticos, siga a gente no Facebook e no Instagram para saber quando tivermos novidades por aqui.