Alongamento muscular geralmente é indicado antes ou depois de exercícios físicos intensos, mas você sabia que todo mundo deveria fazer?

Isso acontece porque o alongamento tem diversos benefícios, até mesmo para quem não pratica esportes.

No texto de hoje vamos te explicar o que é e os benefícios de colocar o alongamento na sua rotina. Continue lendo!

 

O que é alongamento e quais são os seus benefícios?

O alongamento é um exercício físico que promove o estiramento dos músculos e aumento da flexibilidade, melhorando a performance em várias atividades físicas, até as do cotidiano.

Se você quer saber os outros bons motivos para todo mundo fazer alongamento diariamente, dá uma olhada nessa lista de benefícios:

- Previne lesões musculares e câimbras;

- Aumenta a flexibilidade;

- Relaxa os músculos, aumentando o bem-estar físico e reduz o risco de disfunções na coluna;

- Aumenta a produção de serotonina, hormônio responsável pela regulação do humor, deixando a mente mais relaxada e melhorando o bem-estar psicológico;

- Estimula rins, fígado, intestino e pâncreas, amenizando cólicas menstruais e melhorando a circulação de sangue e nutrientes no organismo.

Para aproveitar todos esses benefícios, basta colocar o alongamento na sua rotina e praticá-lo com frequência.

 

Quais são os tipos de alongamento?

Agora que você já sabe a importância do alongamento até para quem não pratica exercícios, chegou a hora de explicar os tipos de alongamento.

Existe alguns tipos de alongamento, cada um deles tem um objetivo específico na musculatura, veja abaixo qual deles é o certo para você.

 

Alongamento Estático

O alongamento estático é o tipo mais tradicional da prática, feito quando os músculos são esticados e você se mantém na mesma posição.

Se estiver se alongando antes de fazer exercícios, o tempo máximo em cada posição varia de 20 a 30 segundos.

Mas se o seu objetivo for relaxar os músculos, o ideal é manter a posição entre 30 e 45 segundos.

 

Alongamento Dinâmico

O alongamento dinâmico costuma ser mais praticado por crianças e adolescentes nas aulas de educação física e antes da prática de exercícios físicos.

Este tipo de alongamento é feito com movimentos de vai e vem, como balanços e saltos, com muitas repetições, com o objetivo de aquecer os músculos.

 

Alongamento Passivo

O alongamento passivo tem o mesmo objetivo do estático: relaxar os músculos e aumentar a flexibilidade.

A diferença é que o alongamento passivo é realizado com o auxílio de outra pessoa ou equipamento que auxilie no controle da força aplicada.

 

Praticar alongamento precisa de cuidados?

Toda atividade física feita de maneira incorreta pode causar lesões e exige cuidados, com o alongamento não é diferente. Veja algumas dicas:

- Utilize roupas confortáveis;

- Mantenha a postura correta;

- Se não tiver certeza sobre as posições e movimentos do alongamento, busque um profissional;

- Respeite sempre o limite da dor;

- Não pratique em caso de hiperfrouxidão ligamentar.

 

Se você gostou deste artigo, olha o que também pode te interessar:

- Dica On: qual é o tipo certo de yoga para você?;

- Ginástica funcional: tudo o que você sempre quis saber sobre o assunto;

- Exercícios com mini bands: entre em forma usando apenas um elástico.

 

E para ficar por dentro de tudo sobre saúde e beleza, siga a ONODERA no Facebook e no Instagram.